Provavelmente conhece este sentimento muito bem: chega ao escritório com um plano claro para o que quer fazer durante o dia e depois, no que parece apenas um momento, dá por si a regressar a casa ao fim do dia. Passaram 9h ou 10h, e apenas alcançou algumas das suas prioridades. E, provavelmente, não se consegue recordar com exatidão do que fez durante todo o dia. Se este cenário lhe parece familiar, não se preocupe. Não está sozinho. Pesquisas científicas indicam que as pessoas passam praticamente 47% do tempo que estão acordadas a pensar sobre algo que não o que estão a fazer. Dito de outra forma, muitos de nós operam em piloto automático.

Podemos adicionar a este cenário, o facto de termos entrado no que muitos designam uma “economia da atenção”. Na economia da atenção, a capacidade de manter o foco e a concentração torna-se tão importante como obter competências técnicas ou de gestão. E porque os líderes precisam de absorver e sintetizar um fluxo crescente de informação para tomar boas decisões, eles são particularmente atingidos por esta tendência emergente.

As boas notícias são que nós podemos treinar o nosso cérebro para nos focarmos melhor, ao incorporamos exercícios de mindfulness ao longo do nosso dia. Com base na nossa experiência com milhares de líderes em mais de 250 organizações, aqui ficam algumas instruções para se tornar um líder mais focado e consciente.

Primeiro, comece o dia da melhor forma. Investigadores descobriram que libertamos a maior quantidade de hormonas relacionadas com o stress minutos depois de acordarmos. Porquê? Porque pensarmos sobre o que vai acontecer durante o dia, ativa o nosso instinto fight-or-flight, libertando cortisol na nossa corrente sanguínea. Pondere antes uma alternativa: quando acordar, passe 2m na sua cama, simplesmente notando a sua respiração. Enquanto os pensamentos sobre o dia vão aparecendo na sua mente, simplesmente liberte-os e regresse à sua respiração.

De seguida, quando chegar ao seu escritório, reserve 10m na sua secretária, ou no seu carro, para energizar o seu cérebro com uma curta prática de mindfulness, antes de se deixar emergir no que tem para fazer. Feche os olhos, relaxe e sente-se com as suas costas direitas. Coloque a totalidade da sua atenção na sua respiração. Simplesmente mantenha um fluxo constante de atenção na experiência da respiração: inspiração, expiração; inspiração, expiração. Para o ajudar a manter-se focado na respiração, conte silenciosamente depois de cada expiração. Se notar que a sua mente se distraiu, simplesmente liberte essa distração ao trazer o seu foco de novo para a respiração. Acima de tudo, permita-se disfrutar destes minutos. Ao longo do resto do seu dia, outras pessoas e necessidades urgentes vão competir pela sua atenção. Mas durante estes 10m, a sua atenção é totalmente para si.

Quando terminar esta prática e estiver preparado para começar a trabalhar, mindfulness pode ajudá-lo a aumentar a sua eficácia. Duas competências definem uma mente mindful: foco e consciência. Mais explicitamente, foco representa a capacidade de se concentrar no que tem para fazer num dado momento, enquanto que consciência representa a capacidade de reconhecer, e libertar, distrações no momento em que elas surgem. Mantenha em mente que mindfulness em ação não é uma prática sedentária; mindfulness tem que ver com desenvolver uma mente clara e perspicaz. E mindfulness em ação é uma excelente alternativa à prática ilusória do multitasking. Trabalhar de forma mindful significa aplicar foco e consciência a tudo o que fizer, desde o momento em que entra no escritório. Mantenha-se focado nas tarefas que tem em mão e reconheça, e liberte, distrações internas e externas à medida que elas surgirem. Desta forma, mindfulness ajuda a aumentar a eficácia, diminuir erros e mesmo a aumentar a criatividade.

Para melhor entender o poder do foco e da consciência, considere um problema que nos afeta praticamente a todos:  o vício do e-mail. Os emails conseguem seduzir a nossa atenção e redirecioná-la para tarefas de baixa prioridade, porque completar estas pequenas tarefas liberta dopamina, uma hormona associada ao prazer, no nosso cérebro. Esta libertação torna-nos viciados no email e compromete a nossa concentração. Em alternativa, use mindfulness quando abre a sua caixa de correio. Foque-se no que é importante e mantenha consciência do que é meramente ruído. Para começar o seu dia de melhor forma, tente evitar ver o seu e-mail como a primeira tarefa da manhã. Fazê-lo ajudá-lo-á a contornar um ataque de distrações e problemas de curto-prazo, durante um período de excecional qualidade de foco e concentração.

Enquanto o dia se vai desenrolando e as inevitáveis reuniões se sucedem, mindfulness pode ajudá-lo a liderar reuniões mais curtas e eficazes. Para evitar entrar numa reunião com uma mente que está a vaguear, reserve dois minutos para uma curta prática de mindfulness. Pode fazê-lo enquanto caminha para a sua reunião. Melhor ainda, pode permitir que os dois primeiros minutos da reunião sejam em silêncio, permitindo que todos os participantes cheguem à sala, quer física, quer mentalmente. Depois, se possível, termine a reunião 5m mais cedo, para permitir que todos os participantes façam uma transição mindful para as suas próximas reuniões.

Enquanto o dia progride e o cérebro começa a manifestar cansaço, mindfulness pode ajudá-lo a manter-se focado e a evitar más decisões. Depois do almoço, coloque um alarme no seu telefone para que ele toque de hora a hora. Quando o relógio tocar, suspenda a atividade que tiver em mãos e faça uma prática de mindfulness de um minuto. Estas pausas de performance mindful ajudá-lo-ão a evitar ceder ao piloto automático e cair no vício de estar em ação.

Finalmente, enquanto o dia chega ao seu fim e começa a sua deslocação de volta a casa, pratique mindfulness. Durante pelo menos 10m na sua deslocação, desligue o seu telemóvel, desligue o rádio e simplesmente esteja. Liberte quaisquer pensamentos que surjam. Mantenha a atenção na sua respiração. Fazê-lo permitir-lhe-á libertar as causas de preocupação do dia, para que possa regressar a casa e estar totalmente presente com a sua família.

Mindfulness não tem que ver com viver a vida em câmara lenta. Tem que ver com aumentar o foco e a consciência, tanto no trabalho, como na nossa vida pessoal. Tem que ver com abrir mão de distrações e nos mantermos presentes com os nossos objetivos, quer pessoais, quer organizacionais. Tome controlo da sua própria capacidade de estar mindful: teste estas sugestões durante 14 dias e veja o que elas podem fazer por si.

Fonte: tradução do artigo “How to Practice Mindfulness Throughout Your Work Day”, escrito por Rasmus Hougaard e Jacqueline Carter, para a revista Harvard Business Review, acessível através do endereço https://hbr.org/2016/03/how-to-practice-mindfulness-throughout-your-work-day

Anúncios

About the Author Mind Revolution

www.mind-revolution.org

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s